Os Cartões de Crédito: “Vão muito bem, obrigado”.

 

O faturamento dos mercados de cartões de crédito e de débito atingiu R$ 468,4 bilhões e R$ 237,4 bilhões em 2012, respectivamente, o que significa crescimento de 16,3% e 21,2% em relação ao ano anterior.
O número de cartões de crédito emitidos e ativos em 2012 manteve-se praticamente estável com crescimento de 1,6% e queda de 1,5%, respectivamente, seguindo a tendência observada desde o começo de 2011. No final do período, o número decartões de crédito ativos era de 82,6 milhões, sendo 38,7 milhões da bandeira Visa e 35,8 milhões da bandeira MasterCard.

O número de cartões de débito emitidos e ativos em 2012 apresentou crescimento de 11,4% e 13,8%, respectivamente. O ano terminou com 96,7 milhões de cartões de débito ativos, sendo 49,4 milhões da bandeira Visa Electron (marca da Visa) e 43,0 milhões da bandeira Maestro (marca da MasterCard).

Na função crédito, a Cielo se manteve como a empresa com maior número de estabelecimentos credenciados (1,38 milhões), seguida pela Redecard (1,08 milhões), no final de 2012. A Bankpar, credenciadora da bandeira American Express, aumentou o número de estabelecimentos credenciados em 24,3% e a Hipercard em 31,2%. A Bankpar se beneficiou de acordo com a Cielo, enquanto a Hipercard de acordo com a Redecard. O Santander apresentou a maior taxa de crescimento no número de estabelecimentos credenciados, 96,8% no ano, atingindo o total de 259,6 mil.

Em 2012, foram realizadas 4,5 bilhões de transações de crédito, o que representa crescimento de 16,6% sobre o ano anterior. Desse total, 50,5% foram da bandeira Visa e 41,7% da MasterCard. A quantidade de transações de débito foi de 4,1 bilhões no período, 17,7% maior do que em 2011. A bandeira Visa Electron representou 54,0% do total, enquanto que a bandeira Maestro 42,7%.

Comparando-se os anos de 2011 e 2012, observa-se queda no uso do cheque de 9,5% e aumento de 2,1% no valor total das transações.
As quantidades de operações de débito direto e de transferência de crédito aumentaram 5,4% e 6,7%, respectivamente, enquanto os valores das mesmas aumentaram em 33,3% e 19,3%, respectivamente.

Em 2012, a utilização dos canais de atendimento das instituições financeiras manteve a mesma ordem, prevalecendo o atendimento pela Internet, que respondeu por 37,4% das operações realizadas, apresentando crescimento de 8,6% em relação ao ano anterior.
Por sua vez, o atendimento disponibilizado pelas instituições financeiras por meio de dispositivos móveis cresceu 334,7%, sendo que as consultas de saldo e extrato representaram 54,7% do total de transações realizadas nesse canal.

O número de transações bancárias efetuadas por meio das dependências das instituições financeiras – agências e postos de atendimento – não evoluiu em relação ao ano anterior, assim como o número de atendimentos realizados nos terminais de autoatendimento (ATM). Nesse período, também não houve alteração significativa na quantidade de pontos de atendimento nas redes de autoatendimento, crescimento menor que 1%. A quantidade de terminais adicionados às redes em 2012 foi praticamente idêntica à quantidade de terminais retirados de operação em 2011.

*Dados colhidos no sitio do Banco Central (www.bcb.gov.br)

Assuntos Semelhantes

No Comments Yet.

Leave a reply

You must be logged in to post a comment.